Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
i

Destaque

Durante os dias, 21, 23, 28 e 30 de maio, e 04, 07, 08 e 11 de junho o Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) realizou, em parceria com a Caixa Econômica Federal, Empresa Gestora de Ativos (EMGEA) e Ministério Público Federal (MPF), mais uma rodada de conciliações referentes ao Projeto Prédio-Caixão. 

No decorrer dos oito dias, das 316 audiências designadas, foram realizadas 286 que tiveram como parte ocupantes/ex-mutuários dos imóveis Ed. Dallas, Jardim Botânico Residence, Res. Cláudia Maria, Res. Corais, Res. Marechal Castelo Branco, Res. Primavera I e Res. Petit Village. As audiências resultaram em 184 acordos, representando um saldo 90,5% de comparecimento e de 64,3% de aproveitamento. 

O Projeto Prédio-Caixão teve início em outubro de 2017 com o objetivo de regularizar, por meio da conciliação entre Caixa, Emgea e os ocupantes ou mutuários dos imóveis, o uso e ocupação dos prédios construídos com a técnica de alvenaria autoportante, conhecidos como prédios-caixão. Durante as conciliações, os mutuários e ocupantes podem negociar com a Caixa Econômica descontos de até 80% em relação ao valor de avaliação do imóvel.

O presidente do TRF5, desembargador federal Manoel Erhardt, assinou, nessa quarta-feira (20), o Ato nº 179/2018, fixando esta sexta-feira (22/06) como ponto facultativo no Tribunal e Seções Judiciárias a ele vinculadas. A respectiva compensação de horário, se for o caso, deverá ser combinada com a chefia imediata. Os pedidos de natureza urgente, com risco de perecimento de direito, serão apreciados em regime de plantão. A determinação levou em consideração o calendário de jogos da Copa do Mundo de Futebol 2018, a importância dos festejos juninos para a população dos estados do Nordeste e a decisão tomada pelo Pleno durante a sessão realizada ontem (20/06).

A Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) informa que não haverá expediente nas Subseções do Cabo de Santo Agostinho, Garanhuns e Salgueiro na próxima quarta-feira (13), em razão dos feriados municipais em comemoração ao dia de Santo Antônio, padroeiro das três cidades.

A data é regulamentada pela Lei Municipal nº 2.572/2010, para o Cabo de Santo Agostinho; pela Lei Municipal nº 3.946/2013 em Garanhuns; pelo Decreto nº 004/2017, em Salgueiro.

Nesse dia, as Subseções funcionarão em regime de plantão judiciário, atendendo pedidos de medida urgente, cíveis ou criminais, que visem prevenir ou evitar perecimento de direito ou assegurar liberdade de locomoção individual.

Os prazos dos processos penais com vencimento na data ficam automaticamente prorrogados para o primeiro dia útil subsequente (quinta-feira, 14 de junho). Em relação aos processos cíveis, os prazos são suspensos.

Telefone dos plantões: (81) 99971-6668 (Cabo de Stº Agostinho)

                                 (81) 99967-1549 (Garanhuns)

                                 (81) 98959-7614 (Salgueiro)

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) da Subseção Judiciária de Petrolina/PE, realizou, na última terça-feira, dia 12 de junho de 2018, o primeiro acordo em Ação Civil Pública daquela Subseção.

O processo n. º 0800508-09.02018.4.05.8308, que tramita na 17.ª Vara Federal desde o mês de abril deste ano, foi instaurado pelo Ministério Público Federal em desfavor do Município de Dormentes-PE, em face do descumprimento de disposições da Lei nº 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação) e da Lei Complementar nº 131/2009 (Lei da Transparência), mais precisamente no que se refere à implantação do portal da transparência pelo réu.

Em audiência de conciliação designada pelo Juízo, o MPF apresentou proposta de Termo de Ajustamento de Conduta, fixando prazo de 60 dias para o saneamento das irregularidades constatadas no respectivo inquérito civil, o que foi acatado pela parte ré. Segundo a procuradora da República que participou da audiência de conciliação, Ticiana Andrea Sales Nogueira, o objetivo do feito só foi alcançado após o ajuizamento deste, mas a audiência de conciliação tornou tudo mais prático e simples, o que é muito bom para o Ministério Público Federal e para a própria Justiça Federal.

Para o conciliador responsável pelo acordo, Eric Felipe Silva e Caldas, os métodos alternativos de resolução dos conflitos, tais como a conciliação e a mediação, são de suma importância para a sociedade, na medida em que reduzem o tempo entre a manifestação de uma pretensão qualquer e a solução definitiva. “Nesse contexto, o CEJUSC cumpre o relevante papel de estabelecer um canal de comunicação real entre as partes, que, longe da frieza dos autos, facilita sobremaneira o consenso. No caso específico, chamou atenção o fato de que o acordo fora celebrado no bojo de uma Ação Civil Pública, o que rechaça a tradicional ideia de que não é possível transacionar em assuntos relacionados a interesses públicos indisponíveis, ” destacou o conciliador formado pelo Curso de Formação de Conciliadores realizado pelo Egrégio Tribunal Regional Federal da 5ª Região, sob coordenação do Juiz Federal Titular da 17ª Vara, Arthur Napoleão Teixeira Filho.  O acordo firmado pelas partes já foi homologado pelo Juízo.

A 2ª Turma Recursal da SJPE solicita aos advogados e jurisdicionados interessados em receber mensalmente os INFORMATIVOS das Turmas Recursais que compartilhem seus números de contato no WhatsApp de número (81) 99149.6844. Os números enviados irão compor uma lista de transmissão e receberão, mensalmente, o boletim informativo.

 Ao enviar o número, o interessado deve se identificar, informando que pretende fazer parte da lista de transmissão e também salvar o número (81) 99149.6844 nos seus contatos, a fim de evitar que seja equivocadamente identificado como spam.

O número do WhatsApp disponibilizado para os advogados não é um canal de consulta de processos ou de contato com servidores em busca de informações, e será utilizado apenas para divulgação dos INFORMATIVOS das Turmas Recursais dos JEF's.







Top